Não negligencie seus pés na primavera

Os especialistas de Podoactiva tentando a um de seus pacientes. Cedida por Carla Lanuza.

Artigos relacionados

Segunda-feira 28.12.2015

Quinta-feira 03.09.2015

Segunda-feira 14.10.2013

A partir de hoje EFEsalud amplia seus conteúdos sobre Podologia com a seção “A saúde começa pelos pés”, que conta com a colaboração de Podoactiva.

Dentro de uma consulta podológica se diferenciam, principalmente, três tipos de serviços: a biomecânica que se encarrega do estudo da pisada, a quiropodología ou podologia tradicional, e a cirurgia de unha encravada.

As mulheres continuam a ser o perfil que mais visita ao podólogo por serem as que usam calçados que mais acertam a seus pés, mas cada vez há mais homens do que exigem os sercicios de podologia tradicional.

A doutora Carla Lanuza, de Podoactiva em Huesca, explica a EFEsalud que com a chegada da primavera, observa-se um aumento de calos, calosidades, fissuras nos calcanhares, unhas encravadas e aparecimento de fungos.

Por quê? A especialista explica o motivo: as pessoas ainda continua usando calçado fechado, por causa da instabilidade temporária, e os seus pés se dilatam.

Prepare seus pés para a chegada da primavera

Lanuza salienta a importância de se fazer uma revisão anual dos pés, mas no caso da chegada da primavera é ainda mais importante esta visita: “Há que fazer um certo corte de unhas, remover as calosidades e calos, e alcançar uma boa hidratação”.

Além disso, o podólogo se “pode recomendar o calçado mais adequado com seus pés”.

Você é daqueles que gostam de usar sandálias, quanto sobem as temperaturas? Certifique-se de que seus pés estejam bem protegidos para evitar problemas de instabilidade e de que a altura do salto da sandália seja de pelo menos 2 centímetros de altura.

O médico adverte que se cumprir estes dois requisitos, você pode evitar entorses de tornozelo e sobrecargas de gêmeos e da fáscia plantar.

Além disso, a especialista observa que, “geralmente, as pessoas que sofrem de calosidades na planta do pé, podem aumentar a sua aparição com o uso de sandálias”.

Para evitar esta situação “devemos hidratar nossos pés com um creme de uréia, podendo variar a concentração entre 10 ou 30% de acordo com o grau de secura”.

E se você é dos que não se desprendem de suas meias? Então “você pode evitar o aparecimento de ros e bolhas”. No entanto, Lanuza a opinião de que este uso é “muito feio”.

Combate o mau cheiro

Às vezes, por mais que nos lavemos os pés, não se vai o mau cheiro. Deve-Se principalmente a bromhidrosis que costuma estar ligada a hiperidrose”.
Para combater este problema tão embaraçoso, a especialista recomenda:

  • Casas de banho com bicarbonato de sódio, que agem diretamente sobre as bactérias que geram o mau cheiro.
  • Produtos comerciais, na forma de pó ou spray.

No caso de que a transpiração do pé seja excessiva, aconselha-se o uso de fórmulas magistrais personalizadas.

Lanuza lembra que devemos ser muito cautelosos com o uso de antitranspirantes porque a transpiração é um termorregulador.

Luce uns pés bonitos

Para que os nossos pés estejam limpos e sempre radiantes “devemos fazer uma boa higiene e secagem, hidratarlos corretamente e saber escolher o melhor calçado”.

Além disso, se você é dos que se aderiu a moda de pintar as unhas dos pés, é melhor que não se torne uma rotina: “O uso excessivo de vernizes pode debilitá-la e pigmentar da lâmina ungueal”.

Tem que saber como hidratar as unhas e como usar estes esmaltes porque dependendo de sua cor, por vezes, não nos permitem ver a lâmina ungueal e “não sabemos se pode ter fungos ou um hematoma subungueal”.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply